Agência de Pautas Guia Local INC Comunicação

Transporte e Logística Atibaia, São Paulo

Encontre Transporte e Logística em Atibaia. Aproveite para saber mais sobre o assunto lendo nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre o mesmo.

Alpys embalagens me ltda
(11) 4338-0032
Av. dom pedro de alcantara 185
são bernado do campo, São Paulo
 
Disque Moto Ligeirinho
(114) 416-7551
r Antonio da Cunha Leite, 5, Do Portao
Atibaia, São Paulo
 
Enéias Bastos & Souza
(114) 411-9724
r Veridiana,Da, 158, Jardim Brasil
Atibaia, São Paulo
 

Transporte e Logística

Fornecido por: 

A matriz de transporte brasileira demonstra claramente a fragilidade para deslocar as riquezas geradas de um ponto a outro. Não basta estarmos ano a ano melhorando a produtividade de nossa indústria e agropecuária se a infraestrutura não acompanha esta evolução e se o governo não providenciar as correções necessárias para que se possam transferir estas riquezas, continuaremos a ser "o país do futuro".

É assustador saber que duplicamos a produção de soja por área plantada num período de 10 anos se neste mesmo período a capacidade de escoamento desta produção, cujo principal destino é o mercado externo, continua praticamente estagnada apesar de algumas melhorias, mas o insuficiente.

O sistema multimodal possibilita às empresas brasileiras agregarem muito valor às suas operações não só reduzindo custos logísticos, mas principalmente permitindo que haja maior integração e controle sobre a movimentação dos produtos em mercados desconhecidos do ponto de vista logístico. A migração de vendas em modalidades Ex-Works (preço na produção), FOB (preço a bordo do navio) e até mesmo CIF (custo da mercadoria mais o valor do frete e do seguro), possibilitado pelo multimodalismo, permite maior inserção dos produtos brasileiros no mercado internacional, principalmente para as pequenas e médias empresas, cujas estruturas não permitem ter em seus quadros especialistas em logística internacional.

No entanto o mercado, principalmente o exportador, ainda aguarda profundas alterações na infraestrutura brasileira, como a criação de melhores regulamentos; revisão na forma de concessão de ferrovias que foram realizadas por regiões e não por corredores de transporte o que permitiria a atividade concorrencial entre diferentes concessões; no modal aquaviário com melhorias que há muitos anos se fazem necessárias. Neste sentido é só observamos os últimos relatórios publicados nos jornais de grande circulação no país e em sites especializados na primeira semana de fevereiro.

Neste sentido, quanto mais afastado o centro de geração de produção e os de consumo, maior será a distância e as dificuldades de e para o transporte, seja internamente ou para se levar os produtos para os portos, aeroportos ou fronteiras.

O setor de transportes faz parte da infraestrutura econômica de um país. A produção e as riquezas desse país só poderão circular adequadamente e com custos justos se as vias de transportes foram concebidas de forma moderna. Apesar de o transporte ser atividade meio, entre a produção e o consumo, com o grande aumento da comercialização entre os países, fruto da globalização de mercados, o transporte e o comércio exterior passaram a existir de forma indissoluvelmente ligadas, ganhando o transporte novas dimensões de importância ao se constituir, ele próprio, em fator de geração de 3 novas atividades: infraestrutura viária, operações e serviços logísticos.

Um país como o nosso, de dimensões continentais, grande produtor mundial, não pode ficar à mercê de retóricas e promessas, pois o mundo é um grande condomínio de países e as empresas são seus habitantes que convivem diariamente circulando no mesmo ambiente.

∗ Prof. Nelson Ludovico é doutor e mestre em comércio exterior e negócios internacionais, prof na FGV/SP desde 1984, coordena MBA no Instituto Nacional de Pós-Graduação -INPG desde 1990. Autor de livros pela Ed.Saraiva e sócio do LICEX.
www.licex.com.br
ludovico@licex.com.br

Clique aqui para ler outros artigos da Revista Incorporativa

Artigos refletem única e exclusivamente a opinião de seus autores.
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto,
de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação ou à Revista INCorporativa
responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado.
Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.

INCorporativa, Revista INCorporativa, Revista Corporativa são Marcas Registradas - 2007-2011.
Reprodução de conteúdo permitida com link para a fonte.